Aulas presenciais retornam na rede pública, apesar de greve decretada por professores

O sindicato reivindica vacinação contra a Covid-19 para que a categoria possa retomar as atividades presenciais com maior segurança

O Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado de Pernambuco (Sintepe) manteve a decretação da greve de atividades presenciais dos professores da rede pública de ensino em Pernambuco. O movimento foi deflagrado na última assembleia realizada pela categoria e proibido pela Justiça no fim de semana. Houve adesão parcial da categoria e as escolas abriram normalmente nesta segunda, com aulas presenciais.

Quanto às questões legais, estão sendo avaliadas pelo setor jurídico do sindicato e que a greve é apenas das atividades presenciais, ou seja, o ensino remoto continua funcionando normalmente. O sindicato reivindica vacinação contra a Covid-19 para que a categoria possa retomar às atividades presenciais com mais segurança.  
O dia escolhido para a greve foi a data prevista para o início do cronograma de retomada gradual das escolas públicas estaduais, com o 3º ano do ensino médio, todo o ensino infantil e do 1º ao 5º ano do ensino fundamental. Valéria explica que apesar da paralisação ter sido adotada para as atividades presenciais, os professores continuam ministrando aulas remotas. “Nossa greve é apenas no trabalho presencial, ela é parcial, porque continuamos trabalhando de casa, como fizemos desde o início da pandemia. Os professores estão, inclusive, usando recursos próprios e investindo em internet, celulares e computadores para realizarem as aulas”, disse Valéria Silva, presidente do sindicato. 
Apesar da greve dos professores da rede estadual de ensino, a Secretaria de Educação de Pernambuco continua com o cronograma gradual de retomada das atividades presenciais, que também prevê no dia 26 de abril a volta das atividades presenciais dos estudantes dos 8º e 9º anos do ensino fundamental e do 2º ano do ensino médio.

A Secretaria de Educação e Esportes (SEE) informou, em nota, que com o entendimento do TJPE sobre a segurança do retorno das atividades presenciais nas escolas no modelo híbrido, quase 90% dos professores da rede retornaram às salas de aula nesta segunda-feira (19), quando os estudantes do 3º ano do Ensino Médio, Ensino Fundamental Anos Iniciais e Educação Infantil puderam voltar às escolas.

“O balanço da SEE aponta, ainda, que 55% dos estudantes destas etapas de ensino comparecerem às unidades de ensino nesta segunda-feira. Ressaltamos que todas as escolas da rede estadual foram preparadas desde o ano passado atendendo a todos os critérios estabelecidos no Protocolo Setorial o que inclui a instalação de lavatórios, de dispenser de álcool em gel, comunicação dos protocolos e arrumação das salas obedecendo ao distanciamento social. Neste sentido, seguiremos atuando na busca por uma retomada segura. Por fim, reforçamos que a decisão sobre a retomada ou não dos estudantes as salas de aula é dos pais, responsáveis e do próprio estudante. As aulas remotas seguirão sendo ofertas na plataforma do Educa-PE”.

Diario de Pernambuco

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *