Auxílio emergencial pode ser prorrogado diante uma declaração de calamidade

A pesquisa, que foi realizada ente os dias 6 e 8 de abril, aponta que a maioria dos especialistas consultados veem chances de uma nova declaração de calamidade pública no país

De acordo com analistas econômicos e políticos, o auxílio emergencial 2021 pode ter mais que quatro parcelas. Essas e mais projeções estão na 25ª edição do Barômetro do Poder.

A pesquisa, que foi realizada ente os dias 6 e 8 de abril, aponta que a maioria dos especialistas consultados veem chances de uma nova declaração de calamidade pública no país, pelo motivo de que há indisponibilidade de recursos para desenvolver iniciativas que prometem amenizar os impactos da pandemia do coronavírus, bem como os contratempos relacionados ao Orçamento de 2021.

Entre os profissionais ouvidos, 77% dizem que existem chances muito grandes do auxílio ser prorrogado. Somente, 15% deles não defendem essa ideia. Caso a probabilidade ocorra, a média da projeção aponta que os pagamentos devem ser estendidos até dezembro deste ano.

A nova edição do Barômetro do Poder ouviu 13 participantes, sendo 9 de instituições de análise de risco político e 4 analistas independentes. O resultado do levantamento é dado sem exposição dos colaboradores, através de um acordo de sigilo.

Auxílio Emergencial em 2020

O programa foi criado em abril do ano passado, destinado a desempregados, trabalhadores informais e beneficiários de outros programas sociais no decorrer da pandemia da Covid-19. Os primeiros pagamentos eram com valores de R$ 600 e de R$ 1.200 para mães chefes de família.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *