Incêndio atinge hospital contra Covid-19 e mata ao menos 82 no Iraque

Um incêndio atingiu um hospital para Covid-19, em Bagdá, no Iraque, e deixou ao menos 82 mortos, na madrugada deste domingo (25). Outras 110 pessoas ficaram feridas no Ibn al-Khatib após a explosão de um cilindro de oxigênio, o que originou o incêndio.

 (Foto: Ali NAJAFI / AFP)

De acordo com a AFP, os cilindros estavam armazenados sem seguir às normas de segurança. Segundo médicos e bombeiros, muitas das vítimas estavam sob ventilação de mecânica quando os cilindros de oxigênio explodiram, causando o incêndio, que se espalhou rapidamente pelo estabelecimento.

“A maioria das vítimas morreu porque foram deslocadas e privadas dos ventiladores, enquanto outras foram sufocadas pela fumaça”, disse a Defesa Civil do país. Ainda segundo o órgão, o hospital não tinha sistema de proteção contra incêndios e “os tetos falsos permitiram que o fogo se propagasse para produtos altamente inflamáveis”.

O incêndio e suas consequências geraram indignação na população iraquiana, principalmente depois que médicos atribuíram a causa das chamas à negligência. Nas redes sociais, os iraquianos pediram a exoneração do ministro da saúde Hassan al-Tamimi. O mesmo foi exigido pela Comissão de Direitos Humanos do Iraque, que também pediu o afastamento do presidente do país, Barham Saleh, e do chefe do parlamento, Mohamed al-Halbusi.

O primeiro-ministro do Iraque, Mustafa al-Kadhimi decretou três dias de luto nacional e pediu a abertura de investigações. Além disso, o prêmier atendeu ao pedido da Comissão e ordenou a suspensão das atividades do ministro da saúde ao mesmo até a conclusão do caso.

“Um incidente como esse é evidência de negligência. Portanto, ordenei que seja lançada uma investigação imediatamente, e para que os gerentes do hospital e seus chefes de segurança e manuntenção sejam detidos junto a outros responsáveis, até que identifiquemos os negligentes e os responsabilizemos”, disse o primeiro-ministro, em nota.

Até o momento, o Iraque tem o registro de 1.025.288 pessoas infectadas pelo novo coronavírus desde fevereiro de 2020, quando a pandemia se instalou no país. Do total, 15.217 mortes foram confirmadas em decorrência da doença. 

Diario de Pernambuco

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *