Índios proíbem visitantes em aldeias para evitar contágio do novo coronavírus

 (Foto: Divulgação.)

Os índios nordestinos estão fechando as aldeias para evitar disseminação do novo coronavírus. A medida restringe a entrada de visitantes. As etnias fecharam seus territórios com cercas e anunciaram a proibição através de cartazes e publicações nas redes sociais.

A coordenadora regional da Funai em Alagoas (CR-NE1), Waldira Barros, enviou junto com sua equipe todos os decretos referentes à pandemia aos coordenadores locais da Funai e aos Distritos Sanitários Indígenas (DSEI) para que as comunidades indígenas recebessem as orientações sobre o isolamento necessário contra a disseminação do vírus.
Estudantes das etnias Atikum e Pankará, alunos da Universidade de Brasília (UNB), deixaram o Distrito Federal depois que as aulas na instituição foram suspensas por tempo indeterminado e chegam na madrugada desta terça-feira (24), ao Recife.

Como um decreto estadual suspendeu o transporte intermunicipal em Pernambuco, a Funai alugou um carro para fazer o transporte dos índios até suas aldeias, onde ficarão em isolamento.
Mobilizados contra a pandemia, os índios de todas as etnias da região estão afixando cartazes nas entradas das suas terras alertando sobre as restrições.

Diario de Pernambuco

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *