Ministério Público recomenda Realização de Concurso Público em Iati

O Ministério Público de Pernambuco (MPPE) recomendou ao Prefeito de Iati, Antônio José de Souza (Tonho de Lula), se abster de realizar novas contratações temporárias para funções e serviços regulares e permanentes. A recomendação visa diminuir a disparidade numérica entre funcionários com contratos temporários e efetivos no quadro funcional.

De acordo com o promotor de Justiça, Daniel José Dias, a administração municipal possui 448 contratos temporários. Por outro lado, há apenas 406 servidores com vínculo efetivo, configurando necessidade de concurso público para que os aprovados substituam os servidores temporários.“Concurso público é o meio adequado ao provimento de cargos públicos, assegurando ampla concorrência e afastando a influência política no recrutamento de pessoal”, afirmou o Promotor.


Por fim, o MPPE recomendou que o Prefeito deflagre, no prazo de 60 dias, processo licitatório ou de dispensa/inexigibilidade de licitação para contratar entidade responsável por organizar e executar o Concurso Público para o preenchimento dos cargos públicos vagos. Em 180 dias, o Município deve substituir os contratados temporários pelos aprovados no Concurso.

De acordo com informações vindas de Iati, ainda durante a Gestão do Padre Jorge, em 2014, tanto o Ministério Público, quanto o Tribunal de Contas, recomendaram a realização de um certame público na Prefeitura daquele Município(relembre clicandoAQUI), porém, passados quatro anos, nenhuma providência foi tomada pela Prefeitura de Iati nesse sentido.  (Com informações do Site Oficial do MPPE. CONFIRA)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *