Morre esposa de homem que esperava sua alta todo dia em porta de hospital

Perdi a pessoa que mais amava', diz marido que ficou mais de 20 dias na  porta de hospital esperando a mulher internada com Covid em MT | Mato  Grosso | G1

Morreu na tarde de quarta-feira (4) a administradora de empresas Cristiane Fagundes Hahn, de 42 anos, em decorrência da Covid-19. Seu marido, o empresário Jarcedi Hahn, de 52 anos, ficou conhecido por aguardar sua alta todos os dias no gramado em frente ao Hospital Metropolitano de Várzea Grande, região metropolitana de Cuiabá, no Mato Grosso. As informações são do UOL.

Durante todo o período, Hahn aguardou sentado em uma cadeira de praia, ao lado de outra cadeira vazia, que seria da esposa. O casal morava em Sapezal, a cerca de 500 km de Cuiabá, no entanto ela foi internada em Várzea Grande devido à gravidade do seu estado de saúde.

Cristiane foi internada na UTI (Unidade de Tratamento Intensivo) em 11 de julho, e não tinha comorbidades que agravassem seu estado. Durante os 25 dias de internamento, Hahn era visto em frente ao hospital tomando chimarrão sentado na cadeira de praia, como fazia todos os dias de manhã com a esposa.

De acordo com o UOL, ele passava o dia na frente do hospital e à noite dormia em um hotel. Em uma entrevista à Prefeitura de Várzea Grande, Hahn disse: “Estamos unidos pelo amor e pela fé. Ficarei aqui até ela ganhar alta e, então, irmos juntos para casa”.

Cristiane ficou intubada duas vezes, e entre a primeira e a segunda chegou a apresentar melhoras, conseguindo conversar com o marido. Mas com a piora do quadro, precisou ser intubada pela segunda vez e acabou não resistindo.

IstoÉ

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *