Motorista de aplicativo mata ex-companheira e ex-sogro a facadas no DF

Uma discussão terminou com a morte de Silmara de Sousa da Silva, de 22 anos e seu padrasto Francisco Márcio Gonçalves, 45, a facadas em Itapoã, no Distrito Federal.

O suspeito de praticar o crime foi o ex-companheiro de Silmara, o motorista de aplicativo Francisco Hebert Aragão Moura, que fugiu após o crime, conforme apuração do G1.

Segundo a Polícia Civil, Hebert e Silmara moravam juntos, tinham um relacionamento há pouco mais de dois anos e não tinham filhos.

Ainda segundo a polícia, o casal tinha terminado o relacionamento no último sábado (11). Com isso, ambos decidiram partilhar os bens da casa onde residiam. Silmara foi acompanhada do padrasto e da amiga para o local, pois estava preocupada quanto ao comportamento agressivo do ex-companheiro.

Uma discussão por um conjunto de copos foi o estopim para Hebert pegar uma faca e agredir a ex-namorada. Ao tentar defender a enteada, Francisco foi golpeado e morreu na hora. Em seguida, o agressor atingiu Silmara no abdômen e no pescoço. A amiga conseguiu fugir e acionar a polícia e os bombeiros.

Silmara foi socorrida, mas morreu no hospital nesta quarta-feira (15) após ficar internada em estado grave.

Segundo a Polícia Civil, o homem não tinha antecedentes criminais. No entanto, familiares da vítima disseram que o motorista de aplicativo era agressivo e já tinha batida em Silmara.

IstoÉ

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *