Pernambuco prorroga suspensão de aulas presenciais até 15 de agosto por causa da pandemia

Paralisação de atividades entrou em vigor no estado em 18 de março. Cronograma de retomada deve ser divulgado em agosto, segundo o governo.

Coronavírus: Pernambuco prorroga suspensão das aulas presenciais ...

O governo de Pernambuco prorrogou até o dia 15 de agosto o decreto que determina a suspensão das aulas presenciais, em todas as instituições de ensino do estado. A decisão foi anunciada, nesta sexta-feira (31), dia em que acabava esse prazo.

A gestão estadual informou, ainda, que o plano de retomada das atividades presencias, com os cronogramas de retorno às aulas presenciais para a educação básica, ensino superior e cursos livres, deverá ser divulgado em agosto.

As atividades presenciais foram suspensas no estado, no dia 18 de março, por causa do novo coronavírus. Segundo Fred Amâncio, secretário de Educação e Esportes de Pernambuco, ainda não se sabe se o decreto para suspensão de aulas será renovado depois do dia 15 de agosto. Haverá diferenças nos cronogramas da educação básica, ensino superior e cursos livres.

“O que nós estamos aguardando é a definição das datas para retomada das aulas. Isso depende da decisão do Comitê de Enfrentamento à Covid-19 no estado, formado por diversas secretarias, que analisa os números da pandemia no estado”, declarou.

A Secretaria Estadual de Educação e Esportes, desde abril, tem transmitido aulas pela internet e pela TV aberta, para os estudantes do ensino médio e dos anos finais do ensino fundamental, para diminuir o impacto das medidas de restrição social para conter a pandemia.

No dia 13 de julho, um decreto estadual autorizou aulas práticas presenciais e de estágio para estudantes que estão concluindo o primeiro semestre letivo em instituições de ensino superior, de Formação Inicial e Continuada ou de qualificação profissional em instituições de educação profissional e técnica.

protocolo para a reabertura das escolas e outras instituições de ensino foi divulgado no dia 15 de julho e determina, entre as medidas para conter a pandemia, a distância mínima de um metro e meio entre alunos, profissionais e colaboradores, em todos os ambientes. Para garantir isso os gestores devem reduzir a quantidade de estudantes nas salas e até adotar rodízio.

O protocolo setorial também prevê o adiamento de qualquer evento presencial na escola e a suspensão das atividades esportivas coletivas.

Caberá às escolas, ainda segundo o documento, a orientação para estudantes e trabalhadores sobre a necessidade de se evitar contatos próximos, como apertos de mãos, beijos e abraços.

Foram confirmados, nesta sexta-feira (31), 1.632 novos casos da Covid-19 em Pernambuco, além de 31 óbitos. Com esses acréscimos, o estado passou a registrar 95.005 pessoas infectadas pelo novo coronavírus e 6.557 mortes causadas pela doença. Outros 994 pacientes se curaram, elevando a 70.067 o número de recuperados.

G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *