Quarentena é estendida e atividades econômicas voltam em abril com restrição de horário

Nos dias de semana, será permitido funcionamento das 10h às 20h e das 9h às 17h nos finais de semana e feriado. (Foto: Pixabay/Reprodução)
Nos dias de semana, será permitido funcionamento das 10h às 20h e das 9h às 17h nos finais de semana e feriado. (Foto: Pixabay/Reprodução)

O Governo de Pernambuco anunciou a extensão do período de quarentena até o próximo dia 31 de março, com objetivo de completar um ciclo de 14 dias de medidas restritivas mais rígidas. A partir do dia 1º de abril, o estado entra em um novo estágio do plano de convivência com o coronavírus, com regras válidas até o dia 25 de abril. Nos dias de semana, as atividades econômicas poderão funcionar das 10h às 20h, enquanto estarão liberadas das 9h às 17h nos sábados, domingos e feriados, segundo pronunciamento do governador Paulo Câmara. As academias, no entanto, poderão funcionar das 5h às 20h.

“Sabemos das consequências econômicas e sociais dessas medidas e, por isso, colocaremos em prática um plano de convivência a partir de 1º de abril”, disse o governador, no pronunciamento. Desta forma, a partir desta data, não apenas as atividades econômicas serão liberadas para funcionar com horários ainda restritos, mas outras atividades também passam a ser liberadas.

SAIBA MAIS: Veja como será o horário de funcionamento e a capacidade de cada atividade

As praias serão liberadas para as atividades individuais e as aulas poderão voltar a partir do dia 5 de abril, tanto para a rede privada como também para o Ensino Médio da rede estadual. O governo do estado também informou que as celebrações religiosas poderão voltar a acontecer cumprindo os protocolos e horários pré-estabelecidos. 

SAIBA MAIS: Setores repercutem medidas anunciadas em Pernambuco
“O decreto segue com as mesmas regras vigentes até o próximo dia 31, não vai haver restrição de circulação. O que há é o impedimento de consciência, a gente espera que a população seja consciente, que procure ficar em casa e que, se for sair, que atenda às regras sanitárias, que use máscara”, afirmou André Longo, secretário de Saúde de Pernambuco. 

Diario de Pernambuco

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *