Queijo coalho é vendido a R$ 6,00 o Kg na feira de Capoeiras

No município de Capoeiras, Agreste de Pernambuco, um dos maiores produtores de queijo coalho do Estado, o preço do produto está em baixa, e os produtores amargam prejuízos. Na feira livre da cidade, nesta sexta-feira, 07/01/2022, o quilo do queijo coalho chegou a ser comercializado por R$ 6,00. Na feira o que se ouvia eram reclamações dos produtores da iguaria.

Os produtores sempre reclamaram que o preço do queijo mal dá para cobrir as despesas com a produção. Segundo o criador Erivaldo Barra, que cria vacas na sua propriedade no Sítio Lagartixa, aqui no município, a saca de farelo de algodão esta custando R$ 90,00; e a saca de farelo de trigo R$ 40,00. Isso sem falar na silagem que complementa a ração das vacas.

A maioria dos produtores pagam nas casa de rações a compra realizada na semana anterior, e ficam devendo a nova compra, num ciclo quase permanente. Quando o preço do queijo diminui muito, as dividas dos produtores aumentam.

Mas se por um lado o preço pago ao produtor oscilou drasticamente para baixo, o mesmo não ocorreu para os consumidores. Aqui mesmo na cidade, nas padarias e supermercados o preço do Kg do queijo coalho é comercializado hoje (08), em média a R$ 20,00. Nas capitais como Recife e Maceió para onde boa parte da produção é escoada por atravessadores, os preços também não diminuíram para os consumidores.

Os produtores reclamam da falta de apoio do governo do Estado, que segundo eles, não dá qualquer incentivo para que os pequenos produtores continuem produzindo no campo; e que muitas vezes têm ainda suas mercadorias apreendidas por fiscais do Estado.

Foto/arquivo: Blog Capoeiras