URGENTE – Governo de Pernambuco estaria escondendo duas mortes por coronavírus denúncia é de policiais civis que trabalham no IML que não teriam equipamentos adequados para autópsia

 (Marlon Diego/Esp.DP )

Atendendo a pedidos dos Policiais Civis que estão trabalhando no IML do Recife, neste sábado (21), o presidente do Sinpol, Áureo Cisneiros, foi até o instituto para averiguar a denúncia de que teria chegado um corpo, suspeito, de ter vindo à óbito em decorrência do novo corona vírus. Lamentável, mas para piorar a situação, o governo ainda não cumpriu a decisão judicial que obriga o Estado a garantir o fornecimento de equipamentos de proteção individual, como macacões impermeáveis, luvas, óculos e álcool em gel para os trabalhadores da segurança pública.

Em vez de fornecer os equipamentos, o Governo de Pernambuco recorreu da decisão e obteve do presidente do TJPE uma suspensão de liminar que revoga o prazo de 72 horas para fornecer os equipamentos, mas mantém o dever de fornecê-los aos profissionais de saúde, prioritariamente e em seguida aos policiais civis. Entretanto, profissionais que atuam no IML estariam apavorados por não estarem recebendo equipamentos específicos para a realização de necropsia de pessoas que foram a óbito com suspeita de coronavírus.


O corpo de um homem de 61 anos, nascido no Recife (apesar de sabermos sua identidade não a divulgaremos em respeito à família) permanece isolado e sem autópsia, já que os médicos legistas e os auxiliares de legista não têm como agir diante da falta dos equipamentos de segurança. 

Além disso, Áureo também alerta para a possibilidade de um outro caso de óbito em decorrência da pandemia, dessa vez em Camaragibe: “É muito importante que o governo do estado seja transparente com relação aos números do coronavírus em nosso território. A ciência da real gravidade da doença e do avanço em nosso solo podem salvar vidas. Chegou ao nosso conhecimento esse outro caso, de uma idosa de 79 anos que foi atendida na UPA da Caxangá e morreu ontem (20), já tendo sido enterrada no cemitérios de Camaragibe, pela funerária Amorim”, revela.


Em nota, o Sinpol afirma que continuará atento e atuante para resguardar todos os Policiais Civis de Pernambuco e o povo, por conseguinte. E avisa: caso a vida e a segurança desses profissionais não sejam resguardadas, o Sinpol irá orientar que o atendimento ao público seja suspenso imediatamente.


O blog do Ricardo Antunes divulgou obque teria sido o primeiro óbito por coronavírus de Pernambuco, mas não se sabe se seria um terceiro caso ou um daqueles denunciados pelo Sinpol. Leiam: “O Governo de Pernambuco está escondendo a real situação dos afetados pelo coronavírus.

O Blog confirmou que os números reais são bem maiores que os apresentados. Além disso, pelo menos uma morte já teria acontecido e não foi divulgada.


Trata-se justamente da diarista do casal de idosos que chegou da Itália, um homem de 71 anos e a esposa de 66.

Os jornais inclusive noticiaram ontem que a idosa em questão foi o primeiro caso do Covid-19 resolvido no estado.”A se confirmar que o governo de Pernambuco está escondendo óbitos e casos de coronavírus no Eatado, a situação é gravíssima, por passar uma falsa sensação de segurança à população.

No Distrito Federal, o governador age justamente para buscar transparência chegando a acionar a justiça federal para obter as listas de pessoas que testaram positivo para o vírus, inclusive do presidente da República. É urgente que o ministério público investigue essas graves denúncias.

O Portal está aberto aos esclarecimentos do governo de Pernambuco.

Do blog Noelia Brito


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *